Ivan Ordine Righi

 

Ivan Ordine Righi - 47º

Nasceu em Curitiba, Paraná, em 6 de agosto de 1939, filho de Domingos Moreira Righi e Lady Righi. Casou-se com Yara Camargo Righi.

Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Paraná (1963). Foi designado para servir como estagiário junto à 2ª Vara Criminal da Comarca de Curitiba (1962). Funcionou também como Instrutor do Curso de Formação de Estagiários (1966). Cursou a cadeira de Direito Processual na Faculdade de Direito da Universidade de Milão (1968-1969). Professor de Direito Processual Civil da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná e Processo Civil na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Foi nomeado para exercer interinamente o cargo de Promotor Público em 2 de janeiro de 1964, assumindo no mesmo dia a Comarca de Cruzeiro do Oeste; na sequência Comarca de Toledo; Foz do Iguaçu; Lapa. Porém, em 27 de abril de 1965, por meio de concurso, foi efetivado Promotor Público Substituto na Comarca de Campo Largo. Foi designado para exercer a função de Oficial de Gabinete da PGE; promovido a Promotor Público de 1ª entrância da Comarca de Cerro Azul; retornou à função de Oficial de Gabinete; promovido à 2ª entrância da Comarca de Santa Izabel do Ivaí; reassumiu o cargo de Oficial de Gabinete da PGE (1965); removido para a Comarca de Palmeira; designado para exercer a função de Assistente de Gabinete da PGE; mais uma vez reassumiu a função de Oficial de Gabinete da PGE; promovido à 3ª entrância da Comarca de Santo Antônio; retornou à sua função de Assistente de Gabinete da PGE; removido ao cargo de Promotor Público da Comarca de Umuarama; Lapa; continuando a exercer suas funções de Assistente de Gabinete da PGE (1966); trabalhou na elaboração do Anteprojeto do Estatuto do MP (1967); integrou o grupo de trabalho do Anteprojeto de Código Penal do MP (1970).

Nomeado ao cargo de Procurador-Geral da Justiça em 17 de março de 1971; pediu sua exoneração do cargo em 9 de dezembro do mesmo ano.

Ao final de seu mandato, foi designado a prestar serviços como Promotor Substituto na entrância final na Comarca de Curitiba; designado a responder pelos serviços da 2ª Promotoria da Comarca de Curitiba (1972); reassumiu suas funções junto à Vara Criminal de Curitiba (1972); designado à função de Oficial de Gabinete da PGJ (1973). Também foi Procurador Fiscal do Estado (1975-1979); removido por permuta à Curadoria da Fazenda Pública junto à 17ª Vara Cível de Curitiba (1979); promovido ao cargo de Procurador de Justiça (1980). Nomeado ao cargo de Juiz do Tribunal de Alçada (1982). Foi nomeado Desembargador em 21 de fevereiro de 1989.

Publicou trabalhos jurídicos sobre Coisa Julgada em Mandado de Segurança (Revista dos Tribunais, vol. 427, pág. 21), Intervenção do Ministério Público nas Ações de Desapropriação (Revista Forense, vol. 261, pág. 105), Ação Popular (Revista do Instituto dos Advogados do Paraná, vol. 5, pág. 189), Eficácia Probatória do Comportamento das Partes (Revista Brasileira de Direito processual, vol. 35, pág. 69), e L’efficacia probatória del comportamento delle parti nel processo civile brasiliano (Rivista di diritto processuale, 1988, pág. 137). Proferiu diversas conferências.
 
Faleceu em 5 de dezembro de 1991.

 

Recomendar esta página via e-mail:
  • Legislação de interesse do CPM
  • Eventos CPM - Realizados e Participados
  • Livro Decreto numero 1